domingo, 6 de março de 2011

Luta é alegria



O EuroFestival da Canção 2011, em Dusseldorf,  vai ter uma representação Portuguesa que nós diríamos inusitada. Tão inusitada que os próprios intérpretes - Os Homens da Luta - durante a votação, acreditavam que o último lugar ninguém lhes tiraria. E o que faz uma canção bem humorada mas muito realista do sentir dos Portugueses, fora dos cânones festivaleiros, ganhar um festival com o forte contributo do público e contra a corrente da votação do júri nacional? Na minha modesta opinião, que até acho a canção equilibrada, o desalento em que vive a jovem população lusitana. Que seja mais uma a juntar à dos Deolinda para servir de bandeira à luta, não dos humoristas Homens da Luta mas de toda a Geração à Rasca que se vai juntar na tal manifestação de 12 de Março que tão badalada tem sido nas Redes Sociais.

Aqui fica apenas a letra da canção que ontem não consegui ouvir com qualidade, tal o elevado "barulho das luzes", esperando que a luta de 12 de Março também se faça com alegria embora com muita firmeza. É preciso que os jovens digam aos políticos o que sentem mas, atenção, não se deixem manipular. Cheira-me que anda aí muita gente a querer aproveitar a corrente de descontentamento para outros fins e isso não é nada bom.

8 comentários:

  1. Olá!
    Apenas três pequenas anotações ao que escreveu. Justas, penso eu:

    1º - O nosso trabalhador (o que luta) tem aspecto mais decente e lava-se normalmente
    2º - Não há possibilidade de lutar com alegria quando a razão da luta é falta do pão nosso de cada dia
    3º - As soluções fora dos partidos são, fique disso bem segura, regimes de ditadura regimes

    (se rimei em tudo é porque, provávelmente, tenho razão)

    ResponderEliminar
  2. Não consegui ver o chamado festival. comecei a ouvir e achei tão deplorável que desliguei. Mas hoje que vi o grupo vencedor, até me ia dando uma coisinha má! Que triste figurinha vamos fazer lá na Alemanha. Que vergonha!!!

    ResponderEliminar
  3. Não sei porquê, essa de manifestação, cheira-me a esturro.
    Em tempos li no blog. da Avogi, uma postagem feita por ela em que se reportava a um indivíduo que andava à procura de " emprego " há 20 anos.
    Estou completamente de acordo com os comentários supracitados.
    Vou focar um caso que se passou comigo.
    Estava a cortar a relva no meu jardim, apareceu-me um "desempregado" a pedir-me 5€.
    Prontifiquei-me a dá-los com a condição de lhe dar mais 5€ por cada hora que ele me ajudasse a cortar umas ervas no quintal.
    Resposta pronta:- Eu estou à rasca e, tenho muita pressa. Claro que nem os 5€ levou e desapareceu...
    Vergar a mola, muitas das vezes é penoso.

    ResponderEliminar
  4. Observador

    Não acho que seja tanta vergonha assim. Apenas tenho pena de quem investiu fortemente na sua inspiração musical para representar Portugal sem músicas panfletárias.

    Rogério Pereira

    Com rima ou sem ela toda a gente tem direito a declarar e defender a "sua" justiça.

    Beijossssss

    ResponderEliminar
  5. Como dizem os irmãos Brasileiros, por causa desta canção vai por aí um

    Ti, ti, ti!

    ResponderEliminar
  6. olá avó de netinhas e neto MUITO lindos! :)

    Amiga, foi um verdadeiro "parto" entrar aqui na parte de comentários do seu blog... Estou tentando desde ontem, e já estava quase desistindo.
    O problema, é que como o meu computador é da época das carruagens (hehehe), e o seu blog tem muitos vídeos, ou seja, fica muito pesado, eu entro aqui, consigo assistir aos vídeos, mas na hora de comentar...é um Deus nos acuda!!!Trava total!!!!!!!!!rs

    Te desejo uma ótima semana (e quiçá um ótimo ano, pois sei lá quando terei oportunidade de entrar novamente aqui nos comentários...rsrsrs)

    Fique bem, fique com Deus.

    Beijosssssssssssssssssssss

    Cid@

    ResponderEliminar
  7. carol

    O Festival tinha canções interessantes para nos representar. Juro mesmo.
    Não cheguei a votar mas se o tivesse feito iria apostar nos manos Feist que tinham uma boa interpretação, boa música e letra de Pedro Barroso com o apoio de uma coreografia modernaça.

    A Primeira canção (totalmente feminina) representava bem as várias províncias Portuguesas e digo-te que fariam uma representação tão bonita como fizeram os Flor de Lys,

    Enfim... os Homens da Luta, se não conheces da SIC Radical, são muito conhecidos entre a Juventude que vê aquele canal. Só no Facebook tèm para cima de 192.000 fans. Assim se explica o êxito (político) da dupla humorística.

    Uma das minhas favoritas foi hoje publicada por ser Dia da Mulher.

    Beijossssss

    ResponderEliminar



Agradeço a vossa visita e os vossos comentários.

Volte sempre!!!!!!